Sistema Fecomércio participa da inauguração da nova fábrica Quartzolit na capital

Nova estrutura deverá produzir cerca de 3 mil toneladas/mês de argamassa e gerar 35 empregos diretos

O diretor Osmar Santana Lima representou o sistema Fecomércio-RO na inauguração da nova fábrica da Quartzolit/Brasilit, na manhã desta terça-feira (19), em Porto Velho, que contou com a presença do CEO para América Latina da Saint Gobain, Javier Gimeno, demais diretores da empresa além de autoridades como o secretário de finanças (Sefin) Luis Fernando; o secretário da Sedec, Avenilson Trindade e o prefeito da capital Hildon Chaves.
A fábrica inaugurada deverá produzir cerca de 3 mil toneladas de argamassa mensalmente, mas já está preparada para aumentar a demanda de acordo com o consumo interno. Segundo o coordenador de mercado Leonardo Matos, a unidade vai gerar entre 30 a 35 empregos diretos, além dos trabalhos terceirizados. A produção visa atender Rondônia e estados vizinhos.
O diretor geral da divisão de produtos da Saint Gobain, Renato Holzheim, anunciou a possibilidade de, em futuro próximo, ser instalada também a fábrica da Brasilit, tendo em vista que o produto comercializado em Porto Velho da empresa chega por balsa vindo de Belém e leva em média 23 dias de viagem. “Esta construção só depende de vocês, pois havendo o consumo nós teremos o maior prazer em trazer esta unidade pra cá”.
Renato também apresentou os números consolidados da Sant Gobain no Brasil, entre eles a preocupação da empresa com a sustentabilidade e o compromisso com geração de carbono zero até 2050. “Nossos fornos são a gás, não queimamos madeira e nossos processos são modernizados constantemente. Portanto, acreditamos que vamos atingir esta meta antes deste prazo”, afirmou o executivo.
O diretor da Fecomércio-RO, Osmar Santana, destacou a importância da localização estratégica de Rondônia dentro da região Norte, a ligação por estradas e com o pacífico. Além disso, com a escolha da Saint Gobain em se instalar em Porto Velho, outras indústrias começarão a enxergar o futuro promissor do nosso Estado. “Isso tende a cada dia viabilizar as bandeiras da Fecomércio que é a construção da ferrovia de Porto Velho a Cuiabá e a geração de emprego e renda”.
Uma outra defesa da Fecomércio e que está já sendo implementada pelo governo estadual, foi lembrada pelo secretário de finanças do Estado, Luis Fernando quando destacou o incentivo ao comércio e ao turismo de Rondônia como o incentivo à instalação de empresas e a redução do ICMS sobre o querosene de aviação de 25 para 4% as companhias que mantiverem voos regulares saindo da capital para municípios do interior com ida e volta.